Fed pode fazer o bitcoin (BTC) cair para US$15.000

Conforme observado nos últimos dias, o preço do bitcoin (BTC) tem passado por um forte aumento. A criptomoeda primária voltou a ser negociada acima da marca de US$23.000, coisa que seus investidores não viam desde agosto de 2022.

Um dos fatores que pode ter motivado esse bom desempenho foi o anúncio realizado no início de janeiro sobre a desaceleração da inflação nos Estados Unidos. Isso fez com que o dólar americano passasse por uma correção e o preço dos ativos de risco, como o BTC, voltasse a crescer.

Logo após o bitcoin chegar a ser trocado acima de US$ 20.000, diversos analistas do mercado de criptomoedas começaram a fazer previsões sobre o que poderíamos esperar para a cripto principal. Apesar de toda a empolgação e otimismo, há quem acredite que o BTC ainda pode passar por fortes correções, dependendo das próximas atitudes do Federal Reserve (Fed).

Arthur Hayes, cofundador da BitMex, afirma em um novo estudo sobre a política macroeconômica dos EUA que uma “crise financeira global desastrosa” pode estar prestes a afetar o BTC e as altcoins. Ele argumenta que o atual aumento do bitcoin não deve ser visto como o início de uma nova tendência de alta. Essa alta pode ser uma possível consequência de fatores externos à economia das criptomoedas.

Bitcoin e Fed

De acordo com os dados mais recentes do Bureau of Labor Statistics dos EUA, a inflação atingiu um pico de cerca de 10% em meados de 2022. Além disso, ela está caindo em direção aos níveis desejados de 2%. Isso tem chamado a atenção de muitos especialistas do mercado, que acreditam que essa tendência possa indicar uma mudança na política do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell.

Alguns analistas pensam que essa desaceleração da inflação pode ter sido motivada pelo afastamento do aperto quantitativo (QT) por parte do Fed, como uma medida para evitar uma recessão econômica.

No entanto, Powell tem afirmado que as taxas de juros precisarão aumentar em 2023. Esse sentimento é compartilhado por vários membros do sistema de bancos centrais dos Estados Unidos que defendem o aumento da meta do Federal Reserve em mais de 5%. Isso tem gerado preocupação entre os investidores. Afinal, um crescimento das taxas de juros pode afetar negativamente o mercado de criptomoedas e outros ativos de risco.

“Se o Fed não seguir em frente com uma mudança de direção, ou se vários governadores do Fed minimizarem qualquer expectativa de mudança mesmo depois de relatórios positivos do índice de preços ao consumidor (CPI), é provável que o bitcoin desça de volta para seus níveis anteriores”, argumentou Hayes.

Segundo o empresário, não importa qual será o nível alcançado durante uma queda do mercado. Ele acredita que o Federal Reserve irá agir para imprimir dinheiro e evitar outro colapso financeiro, o que marcaria o fundo local de todos os ativos de risco. Sendo assim, Hayes acredita que essa situação é semelhante à ocorrida em março de 2020, o que o levaria a comprar criptomoedas de forma frenética.

Moda crypto é na Tipo Crypto

Uma loja de moda cripto no ritmo da nova geração, que é urbana, inclusiva e descolada. Se você investe em moedas digitais, coleciona NFTs, tá plugado na Web3 ou é um Ancap, vista Tipo Crypto.

www.tipocrypto.com

Leia Mais:

Mais lidas