Mercado Livre passa a aceitar cartão de credito para compra de criptomoedas

Mercado Livre passa a aceitar cartão de crédito para compra de criptomoedas

Com uma iniciativa significativa em prol da inclusão financeira e da democratização do acesso às moedas digitais, o Mercado Pago, que compõe o conglomerado Mercado Livre, declarou recentemente que o total de usuários que adquiriram Bitcoin (BTC) e outras criptomoedas por meio da plataforma ultrapassou os 2 milhões. A empresa opera no domínio das criptomoedas em associação com a Paxos.

“Os números evidenciam o sucesso da implementação do serviço de compra, venda e custódia de criptomoedas pelo Mercado Pago. Atualmente, mais de 2 milhões de usuários integram o nosso ecossistema cripto. Estamos empenhados em continuar incentivando a participação dos brasileiros neste universo, ao mesmo tempo em que desenvolvemos novos benefícios para esses milhões de clientes que já realizam operações conosco”, ressaltou Ignácio Estivariz, executivo responsável pelo setor de banco digital no Mercado Pago.

Estão previstas duas grandes inovações pela empresa para estimular ainda mais a participação no mercado cripto: um programa de cashback para ativos digitais e a possibilidade de adquirir criptomoedas através de cartões de crédito.

Para atrair novos participantes, a empresa anunciou uma campanha de cashback que estará em vigor até 28 de maio. Vale ressaltar que apenas novos usuários que ainda não realizaram compras de ativos cripto no Mercado Pago poderão se beneficiar desta promoção. Os interessados devem seguir as regras estipuladas para ter acesso ao cashback.

Paralelamente, a plataforma está trabalhando para disponibilizar gradativamente a compra de criptoativos utilizando cartões de crédito das bandeiras Visa e Mastercard. Este método de transação inclui uma taxa adicional de 4,99% sobre o valor total da operação, sem que isso gere a cobrança de IOF.

Estivariz mencionou que, há cerca de um ano, o Mercado Livre entrou no mercado de criptomoedas, incorporando o Bitcoin ao seu patrimônio. Além disso, cerca de 10 meses após essas ações, o conglomerado lançou a Mercado Coin, sua própria moeda digital, com o intuito de promover a fidelização dos clientes ao seu ecossistema.

Foi pontuado pela empresa que, inicialmente, a transferência da Mercado Coin para carteiras digitais externas não será permitida. Entretanto, espera-se que essa funcionalidade seja habilitada em breve.

Nesta fase inicial, a Mercado Coin é vista como uma ferramenta para estimular compras pelos usuários, portanto, não há benefícios específicos para os vendedores da plataforma. Todavia, futuramente, há a intenção de integrar totalmente a moeda ao ecossistema do Mercado Livre.

Outro ponto relevante é que a Mercado Coin pode ser utilizada juntamente com outras formas de pagamento. Isso significa que o usuário pode realizar o pagamento de produtos utilizando parcialmente a moeda digital e completar com outros métodos, como cartões de crédito.

O Mercado Livre esclareceu que a Mercado Coin não possui um lastro, como uma stablecoin. Contudo, existem pools de liquidez que garantem seu valor.

Moda crypto é na Tipo Crypto

Uma loja de moda cripto no ritmo da nova geração, que é urbana, inclusiva e descolada. Se você investe em moedas digitais, coleciona NFTs, tá plugado na Web3 ou é um Ancap, vista Tipo Crypto.

www.tipocrypto.com

Leia Mais:

Mais lidas